Missão Urbana

União Central Brasileira

3 DICAS PARA AQUECER A TEMPERATURA MISSIONÁRIA DA SUA IGREJA

Emilio Abdala

Pense no seu nível atual de evangelismo como uma leitura em um termômetro. Qual é a temperatura evangelística em sua igreja hoje? Ela está quente ou fria? Não importa qual seja a temperatura evangelística de sua igreja hoje, você pode tomar medidas para elevar a temperatura até que esteja fervendo. Como? Tudo começa com o pastor ou com o líder de uma congregação.

 

  1. Conte suas próprias histórias. A melhor maneira de criar uma atmosfera de evangelismo entre o seu povo é compartilhando suas histórias pessoais de evangelismo. Há poder em dizer: “Você sabe, na semana passada, quando eu estava compartilhando minha fé com alguém …” ou “Ontem quando eu convidei meu vizinho para a igreja …” ou “Em meu estudo bíblico com …”. Se você não está se esforçando para ganhar pessoas para Cristo, não pode falar sobre alcançar pessoas em sua igreja com integridade. Como pastor, sei que é muito mais fácil ensinar sobre evangelismo do que viver um estilo de vida evangelístico. Como poderia eu desafiar meu povo a convidar seus amigos perdidos quando eu nem sequer tenho amigos perdidos?

 

  1. Planeje testemunhos missionários. Convidar membros de sua congregação para compartilhar testemunhos na plataforma é uma ótima maneira de promover o evangelismo em sua igreja. Eu considero um bom testemunho como uma das mais poderosas ferramentas para motivar seu povo. Você pode incorporá-los em seu serviço de várias maneiras. Pode convidar alguém para falar à frente imediatamente antes da mensagem, ou pode introduzir o testemunho na metade da mensagem, especialmente se ela ilustra um ponto que você tem ensinado. É também interessante apresentar depoimentos gravados via vídeo na tela da igreja.

 

  1. Dê uma oportunidade imediata para a ação. Coloque o que os especialistas chamam de “fórmula de evangelismo” para trabalhar por você. A fórmula x = a + b + c pode parecer com uma que você usou em seus dias de álgebra. Se você considerar x igual a uma forte cultura de evangelismo, então temos outros elementos que precisamos conectar para isto se torne realidade em sua igreja:

A = Treinamento. Eles vão responder mais favoravelmente se você providenciar sessões de capacitação para que se sintam confiantes no que estão sendo desafiados a fazer.

B = Materiais. As pessoas estarão mais propensas a participar se você lhes entregar algumas ferramentas para facilitar as coisas. Se você acabou de pregar uma mensagem sobre o evangelismo, certifique-se de dar à sua gente uma oportunidade imediata para viver o que acabaram de aprender. Tenha cartões para que escrevam os nomes de amigos e parentes não evangelizados e convites impressos para que eles possam usá-los como uma ferramenta para convidar pessoas para o evangelismo da Semana Santa.

C = Oportunidade. Com materiais e treinamento, você terá o seu povo no caminho certo, mas há uma coisa mais que aumentará a probabilidade de mobilizá-los para a ação. Dê-lhes uma razão para fazê-lo agora. Planeje um calendário de atividades e organize as equipes para criar um senso de urgência. E lembre-se,

“O tempo é breve, e nossas forças têm que ser organizadas para produzirem uma obra maior” — Serviço Cristão, pg. 55.

“A melhor ajuda que os pastores podem prestar aos membros de nossas igrejas não consiste em pregar-lhes sermões, mas em planejar trabalho para que o façam. Dai a cada um algo para fazer em prol de outros”— Beneficência Social, pg.110.